Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Em qualquer esfera do Poder Público, o cidadão não pode ficar submisso às regras desprovidas de razoabilidade
/ PROPINA NO DETRAN

Tamanho do texto A- A+
14.05.2018 | 17h44
Gaeco aponta a participação de 41 pessoas em esquema; veja
Segunda fase da operação foi deflagrada no último dia 9 de maio; cinco foram detidos
Alair Ribeiro/MídiaNews
O promotor de Justiça Marcos Bulhões, coordenador do Gaeco
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) apontou a participação de 41 pessoas - entre elas sete deputados da atual legislatura - no suposto esquema de fraude, desvio e lavagem de dinheiro no âmbito do Detran-MT.

Além de políticos, no grupo ainda estão, parentes, empresários e servidores. Eles são alvo Operação Bereré, que investiga desvio de recurso na ordem de R$ 30 milhões, que operou de 2009 a 2015. 

Conforme investigação do Ministério Público Estadual, a organização era composta por três núcleos autônomos: liderança, operações e subalterno.

No núcleo de liderança, está a formulação e/ou a aprovação, bem como a garantia de implementação e desenvolvimento e manutenção de planos voltados à solicitação e ao recebimento de vantagens ilícitas no âmbito do Detran Mato Grosso. 

Para o desempenho destas funções, seus componentes se valiam do poder puramente político e/ou poder político-funcional decorrente diretamente dos mandatos eletivos e dos cargos políticos que ocupam, que lhes garantem a ingerência sobre a atuação do Detran na prestação dos serviços públicos objeto da descentralização. 

Entre outros, faziam parte deste grupo, segundo o MPE, Paulo Cesar Zamar Taques, quando estava à frente da Casa Civil, e o deputado Mauro Savi.

No núcleo de operação, os integrantes são direta ou indiretamente responsáveis pela operacionalização dos esquemas de obtenção de vantagens ilícitas no âmbito do Detran que são formulados e/ou aprovados, bem como tem garantia de implementação e desenvolvimento pela liderança. 

Segundo o MPE, eles materializam a vontade da liderança tomando as medidas necessárias para que os esquemas de corrupção sejam realizados, "bem como atuam direta ou indiretamente a fim de esconder a atividade dos líderes a quem são vinculados, inclusive, para atos de lavagem de dinheiro, em razão de sua vinculação a algum dos líderes, seja porque também obtêm lucro com as vantagens ilícitas obtidas pelo grupo". 

Entre outras pessoas faziam parte deste núcleo, conforme os investigadores, Pedro Jorge Zamar Taques, Roque Anildo Reinheimer, José Kobori, Claudemir Pereira dos Santos.

No núcleo subalterno, os agentes "constantes nesta célula exercem funções de menor complexidade, porém vitais ao funcionamento da organização criminosa, atividades meramente executivas de auxílio ao desenvolvimento dos esquemas de obtenção de vantagens ilícitas".

O MPE diz que eles são responsáveis por fazer fluir o dinheiro relacionado às vantagens ilícitas obtidas pela organização criminosa, sendo os destinatários primários da propina que tem a incumbência movimentar o dinheiro, seja para que ele chegue aos destinatários finais, seja para esconder a sua origem ilícita.

Além disso, os integrantes deste núcleo ocupantes de mandato de Deputado Estadual recebem parcela das vantagens ilícitas angariadas pelo organismo criminoso para deixarem de exercer sua função parlamentar de fiscalização dos contratos fraudulentos oriundos dos esquemas ilícitos operados pelo Detran Mato Grosso.

Confira nomes:

NÚCLEO DE LIDERANÇA:

Teodoro Moreira Lopes

Mauro Luiz Savi 

José Eduardo Botelho 

Silval Da Cunha Barbosa 

Pedro Henry Neto 

Paulo Cesar Zamar Taques 

NÚCLEO DE OPERAÇÃO:

Antonio Da Cunha Barbosa Filho 

Marcelo da Costa e Silva 

Antonio Eduardo da Costa e Silva

Claudemir Pereira dos Santos 

Silvio Cesar Correa de Araújo 

Rafael Yamada Torres

Roque Anildo Reinheimer 

Dauton Luiz Santos Vasconcellos 

Merison Marcos Amaro

Hugo Pereira de Lucena 

Pedro Jorge Zamar Taques

José Kobori

José Henrique Ferreira Gonçalves 

José Ferreira Gonçalves Neto

NÚCLEO SUBALTERNO:

João Antonio Cuiabano Malheiros

Cleber Antonio Cini 

Janaina Polla Reinheimer 

Odenil Rodrigues De Almeida

Tschales Franciel Tscha

Claudinei Teixeira Diniz 

Marcelo Henrique Cini 

Romulo Cesar Botelho 

Valdir Daroit

Marilci Malheiros Fernandes de Souza Costa e Silva

José Domingos Fraga Filho

Wilson Pereira Dos Santos 

José Joaquim De Souza Filho

Ondanir Bortolini 

Romoaldo Aloisio Boraczynski Junior 

Jorge Batista da Graça

Elias Pereira dos Santos Filho

Luiz Otavio Borges

Wilson Pinheiro Medrado

Valdemir Leite da Silva 

Jurandir da Silva Vieira


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet