Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Quem exige tributo deve apontar o seu exato valor, com critérios objetivos
  • GISELE NASCIMENTO
    É assustador o tanto de mulheres que têm sido assassinadas em Mato Grosso nos últimos tempos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    Não agir com igualdade perante todos significa um torpedo contra a própria noção de justiça
MPE / ANO DE ELEIÇÃO

Tamanho do texto A- A+
12.01.2018 | 15h59
MPE e MPF criam força-tarefa para finalizar processos eleitorais
Grupo é composto por promotores que atuam nas zonas eleitorais de cinco Municípios
Alair Ribeiro/MidiaNews
A sede do Ministério Público Estadual, no Centro Político e Administrativo
DA REDAÇÃO

O Ministério Público Federal e o Ministério Público do Estado de Mato Grosso assinaram nesta quinta-feira (11) ato conjunto criando uma força-tarefa para auxiliar temporariamente a Procuradoria Regional Eleitoral na elaboração de manifestações e pareceres dos processos que tramitam no Tribunal Regional Eleitoral.

A meta é zerar todos os processos até o dia 30 de março.

A força-tarefa será composta pelos promotores de Justiça que atuam no Eleitoral nos Municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Poconé e Santo Antonio de Leverger. Os trabalhos serão coordenados pela Procuradoria Regional Eleitoral.

A iniciativa busca atender a Resolução 2.039/2017, do Tribunal Regional Eleitoral, que estabelece metas para o julgamento, antes do período de registro de candidaturas das Eleições 2018, de todos os processos que possam culminar em não diplomação, perda de mandato eletivo ou em qualquer causa de inelegibilidade.

De acordo como a Procuradoria Regional Eleitoral em Mato Grosso, 86 processos aguardam manifestações e pareceres no TRE.

O ato foi assinado pelo procurador geral de Justiça do MP/MT em exercício, Hélio Fredolino Faust; pela procuradora regional eleitoral, Cristina Nascimento de Melo, e pelo procurador regional eleitoral substituto, Pedro Melo Pouchain Ribeiro.

Também participaram da reunião o Corregedor-Geral do MP, procurador de Justiça Flávio Cézar Fachone; o procurador de Justiça Paulo Roberto Jorge do Prado e o promotor de Justiça Miguel Slhessarenko Júnior.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Abril de 2018
02.04.18 16h35 » MPE pode obrigar três órgãos públicos a saírem do local
Março de 2018
29.03.18 09h48 » MPE recebe denúncia de fantasmas na Câmara e deve investigar
27.03.18 15h49 » MPE marca datas das oitivas de deputados alvos da Bereré; veja
25.03.18 16h05 » Executivo diz que R$ 4 mi recebidos foram para gerir EIG Mercados
23.03.18 17h37 » MPE abre investigação sobre desabamento de casa de Bem-Bem
20.03.18 11h54 » MPE pede para a Justiça leiloar terreno de R$ 860 mil de Silval
16.03.18 18h44 » MPE quer medidas para restituir valores pagos a "falsa médica"
16.03.18 18h10 » MPE denuncia deputado e mais 29 pessoas por suposto desvio
16.03.18 17h39 » MPE pede demissão e cassação de aposentadoria de magistrado
16.03.18 16h58 » MPE diz que policiais exigiram R$ 20 mil para não prender homem



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet