Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    A propriedade foi adquirida pela Princesa Isabel e pelo Conde d'Eu com o dinheiro do dote dado pelo Estado para o casamento da Princesa
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    As gerações futuras precisam ouvir a voz que desta ainda aprisionam

Tamanho do texto A- A+
28.06.2018 | 13h57
“Negligente”
Juiz culpa Estado por atraso em obra do COT do Pari
DA REDAÇÃO
roberto seror

O juiz Roberto Teixeira Seror, da Quinta Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá

O juiz Roberto Teixeira Seror culpou o Estado pelas consecutivas paralisações na obra do COT do Pari, em Várzea Grande.

Em decisão publicada nesta segunda-feira (25), o magistrado mandou o Governo anular a suspensão do contrato com a Engeglobal Construções, responsável pela obra.

Segundo o juiz, o Estado é quem foi "negligente" com a construção ao não dar condições para que a empresa cumprisse com o pactuado.

“Assim, como já dito alhures e demonstrado por farta documentação carreada aos autos, a morosidade, ao que consta do conjunto probatório, se deu por parte do contratante, o Estado, que criou entraves burocráticos, paralisou a obra de forma sucessiva sem justificativa, deixou de efetuar o pagamento das medições em dia, e, portanto, deu causa ao atraso na conclusão da obra”, afirmou o juiz.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet