Artigos
  • MAURO VIVEIROS
    O delator estará sempre em melhores condições morais que os delatados, que costumam negar crimes contra evidências
  • VICTOR MAIZMAN
    Expediente traz insegurança jurídica, uma vez que sua edição gera efeitos, mesmo sendo provisória

Tamanho do texto A- A+
17.05.2017 | 18h12
Sem uso político
Zaque não se reúne com oposição a Taques
DA REDAÇÃO

Cultuado pela oposição ao governador Pedro Taques (PSDB) desde que denunciou a existência de uma central de arapongagem na Polícia Militar - que virou reportagem no último domingo (14), no Fantástico - o promotor de Justiça Mauro Zaque não pretende expor sua imagem para uso político.

Por isso, por exemplo, ele tem recusado convites para reuniões com deputados de oposição e segmentos publicamente contrários ao Governo.

A interlocutores, ele afirmou que não teve nenhuma motivação política ao formalizar a denúncia; que não nutre rancor por Taques, e que apenas cumpriu com seu dever institucional. Por isso, o promotor disse que ficará longe de polêmicas e desdobramentos políticos e partidários.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Agosto de 2017
11.08.17 09h25 » Lava Jato & Cia
11.08.17 09h22 » Punição à vista
09.08.17 17h31 » Rolo do VLT
09.08.17 10h16 » Pedido de soltura
09.08.17 10h13 » Desvio de R$ 3 milhões
09.08.17 10h11 » Primavera do Leste
09.08.17 10h09 » Defesa de Paulo
07.08.17 15h21 » Delação "Monstruosa"
07.08.17 15h06 » "Carimbador"
07.08.17 11h14 » Prisão de Paulo



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet