Artigos
  • ORLANDO PERRI
    O standard de provas na decisão de pronúncia e as informações do inquérito policial
  • HUGO LEONARDO SUBTIL
    Ninguém está imune a experimentar dissabor de receber cobrança indevida
/ FECHADOS DESDE MARÇO

Tamanho do texto A- A+
21.05.2020 | 16h43
Associação vai à Justiça por reabertura de shoppings na Capital
Prefeito alertou pico do novo coronavírus para final de maio e durante o mês de junho
Alair Ribeiro
Shoppings estão com atividades paralisadas desde o mês de março
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) acionou a Justiça pedindo a reabertura dos centros comerciais em Cuiabá. Os estabelecimentos estão fechados desde março em razão da pandemia do novo coronavírus.

A associação ingressou com um mandado de segurança coletivo na última quarta (20), com pedido liminar, contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

O juiz João Thiago De França Guerra fixou o prazo de 72 horas para que a Procuradoria-Geral do Município se manifeste a respeito do assunto.

“Cumpre destacar que as medidas liminares em mandado de segurança coletivo somente poderão ser apreciadas após a prévia oitiva do representante judicial da pessoa jurídica de direito público envolvida. Deste modo, intime-se a Procuradoria Geral do Município de Cuiabá para se manifestar acerca da liminar”, determinou o magistrado.

“Retomada segura”

Intime-se a Procuradoria Geral do Município de Cuiabá para se manifestar acerca da liminar

Procurada, a prefeitura afirmou que o prefeito Emanuel Pinheiro compreende a reivindicação do segmento e tem trabalhado para que garantir que a retomada de cada uma das atividades aconteça da forma mais segura possível para os empresários, colaboradores e clientes.

“Para os setores que ainda não retornaram, o Município continua avaliando o comportamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) na Capital, para que a medida seja aplicada no momento certo”, disse o prefeito, por meio de nota.

Segundo ele, enquanto não ocorre a retomada das atividades, a prefeitura mantém diálogo com todos os setores e busca de uma solução em conjunto. 

Emanuel admitiu que a Capital tem baixos índices de infectados pela doença e de óbitos em decorrência do coroanavírus. De todo modo, citou previsões que apontam que o pico da Covid-19 ocorrerá entre final deste mês e ao longo de junho.  

“Tais resultados não significam que a cidade voltou a viver uma situação de normalidade. Até o fim de junho, o número de infectados deve aumentar e, diante dessa conjuntura, o Município trabalha para proteger e evitar que a capital mato-grossense entre neste cenário”, disse.

Casos na Capital

Conforme dados da secretaria de estado de Saúde, até a última quarta-feira (20), Cuiabá registrou 334 casos de Covid-19, sendo a cidade com maior número de notificações em Mato Grosso.

Em todo o estado, são 1.090 casos da doença. As mortes somam 32, sendo cinco óbitos na Capital.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet