Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    As hienas ladram a convicção quando o arroto fétido da covardia se fazem presentes
/ NOVO HOSPITAL DE CUIABÁ

Tamanho do texto A- A+
24.01.2020 | 10h57
Prefeitura nega "ineficiência" e contesta procedimento do MPE
Órgão abriu investigação para apurar suposta irregularidades na prestação de serviços da unidade
Victor Ostetti/MidiaNews
O secretário municipal de Saúde de Cuiabá, Luís Antônio Possas de Carvalho
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

A Empresa Cuiabana de Saúde negou que haja qualquer ineficiência e irregularidades na prestação de serviços do Hospital Municipal de Cuiabá Doutor Leony Palma de Carvalho.

A empresa é a responsável pela gestão da unidade de saúde pública.

As supostas irregularidades estão sendo investigadas pelo Ministério Público do Estado (MPE), após um pedido de providências registrado na Ouvidoria do Ministério Público, relatando má qualidade dos serviços prestados na unidade.

Entre as más qualidades mencionadas estão: inaptidão dos profissionais de saúde, irregularidade nos horários de fornecimento das alimentações e ausência de fornecimento de alimentação nos intervalos das refeições principais.

A Empresa contesta a forma como o MPE agiu no caso, sem requerer informações preliminares, antes de abrir a investigação.

De acordo com ECSP, não foi registrada nenhuma reclamação parecida com as investigadas pelo MPE junto à ouvidoria do HMC.    

“Embora a ECSP não tenha sido notificada para os devidos esclarecimentos pelo MP MT sobre a suposta denúncia em discussão, em consulta ao sistema do HMC constatou-se que não há qualquer registro de atendimento [à reclamante]”, consta em nota.

“[...] Mesmo diante do expressivo número de atendimentos, (salvo uma paciente pontual que questionou sobre o horário da alimentação e teve atenção imediata para a demanda) o HMC não possui registro de nenhuma reclamação semelhante”, consta em outro trecho.

A empresa ainda garantiu que irá contribuir com a investigação, mesmo recebendo com “estranheza” os fatos relatos na portaria do MPE.

“Mesmo diante da estranheza pelo fato do MP MT não ter requerido a ECSP, como de praxe, as informações preliminares sobre o caso, para conhecimento e esclarecimento dos fatos, e sempre primando pela humanização instituída pelo prefeito Emanuel Pinheiro, na pessoa do diretor geral, Alexandre Beloto a gestão se coloca a inteira disposição do Ministério Público de MT, bem como de outros órgãos de controle para esclarecer este e quaisquer outros questionamentos que por ventura surgirem”.

A unidade, que abriga o novo Pronto-Socorro da Capital, foi inaugurada em sua totalidade em novembro do ano passado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). No entanto, funciona desde o início de 2019.

Confira nota na íntegra:

Sobre o inquérito instaurado pelo Ministério Público de Mato Grosso, a respeito da reclamação da Sra.[...] sobre atendimento médico e alimentação, a Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ESCP esclarece que:

1- Embora a ECSP não tenha sido notificada para os devidos esclarecimentos pelo MP MT sobre a suposta denúncia em discussão, em consulta ao sistema do HMC constatou-se que não há qualquer registro de atendimento à senhora [...] na unidade hospitalar. 

2- Cabe ressaltar que, em apenas 12 meses de funcionamento o HMC - Hospital Municipal de Cuiabá, Dr. Leony Palma de Carvalho já realizou mais de 200 mil procedimentos médicos.   Sendo que, deste total mais de 13.957 consultas especializadas, 2.100 internações em enfermarias entre adultos e pediátricas, 350 internações em UTIs e mais 61 internações no Centro de Tratamentos de Queimados - CTQ.  

Além disso, foram realizados cerca de 150.800 exames laboratoriais de análises clínicas e mais 7.169 exames especializados. Na urgência e emergência - onde está situado o novo Pronto Socorro, mais de 3,2 mil atendimentos à pacientes com estados de saúde extremamente agravados já foram computados sendo que, uma média de 600 destes, necessitou de procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade. 

3- Estes atendimentos foram e continuam sendo realizados por muitos dos melhores especialistas de MT no que tange a equipe Médica. 

3- Quanto à alimentação, tanto os pacientes internados, quando os acompanhantes dos mesmos recebem cinco refeições diárias.  

4 - Além disso, tanto o trabalho dos profissionais do HMC, quanto os serviços que nele são ofertamos, são constantemente acompanhado por diversos setores de controle do HMC, dentre os quais se incluem a Gestão de Qualidade e a Ouvidoria. E, mesmo diante do expressivo número de atendimentos, (salvo uma paciente pontual que questionou sobre o horário da alimentação e teve atenção imediata para a demanda) o HMC não possui registro de nenhuma reclamação semelhante às citadas pela [...] nos canais de Ouvidoria. Inclusive, por também não haver qualquer reclamação da referida na Ouvidoria, a ECSP só tomou conhecimento das denúncias por meio do Inquérito do MP MT.

5- Por fim, mesmo diante da estranheza pelo fato do MP MT não ter requerido a ECSP, como de praxe, as informações preliminares sobre o caso, para conhecimento e esclarecimento dos fatos, e sempre primando pela humanização instituída pelo prefeito Emanuel Pinheiro, na pessoa do diretor geral, Alexandre Beloto a gestão se coloca a inteira disposição do Ministério Público de MT, bem como de outros órgãos de controle para esclarecer este e quaisquer outros questionamentos que por ventura surgirem.

Leia mais sobre o assunto:

MPE investiga suspeita de "ineficiência" do novo PS de Cuiabá


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet