Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Quando o valor do dólar aumenta frente o real, a Petrobras majora o preço dos combustíveis junto às refinarias
  • ROSANA LEITE DE BARROS
    A Câmara aprovou legislação estabelecendo medidas de combate à discriminação contra transgêneros
  • VINÍCIUS SEGATTO
    O ato de licitar refere-se à oferta de algum bem ou serviço à coletividade, para que se atinja o valor mais adequado e plausível, mediante lances
  • EMANUEL BEZERRA JUNIOR
    Será que o momento atual é o mesmo de 1996, quando a Lei Kandir foi criada? Será que o modelo interessa?
/ MICHELLE BARROS

Tamanho do texto A- A+
09.10.2018 | 11h28
O que é feminismo
Aconselho que você, mulher, pense muito bem antes de dizer que não precisa dos seus direitos
MICHELLE BARROS

Quando uma mulher afirma que não precisa do feminismo é como se ela estivesse jogando fora todos os seus direitos. O direito ao voto, o direito à fala, o direito ao trabalho, o direito ao salário, o direito à maternidade, o direito a usar as suas roupas, o direito ao estudo, o direito de ser livre, o direito de ser respeitada como ser humano.

Feminismo não é sinônimo de machismo. Feminismo não é colocar a mulher num patamar elevado ao do homem, isso seria femismo, é bem diferente. Feminismo é igualdade de direitos entre mulheres e homens.

Se você for procurar por feminismo no dicionário, encontrará a seguinte definição: “ 1. doutrina que preconiza o aprimoramento e a ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade”. Aconselho que você, mulher, pense muito bem antes de dizer que não precisa dos seus direitos, pois se hoje podemos usá-los é porque muitas de nós lutaram por eles um dia.

As feministas me representam e representam todas as mulheres que nos dias atuais podem ser e fazer o que quiserem

Respeite aquelas que em 1932 conseguiram para nós o direito ao voto no Brasil, ou vai me dizer que você não gosta de ter a sua opinião ouvida? Se atualmente o direito é “nosso e ninguém tira” é porque muitas feministas “deram a cara a tapa” por vocês e a história delas não merece ser menosprezada com frases do tipo “eu não preciso do feminismo”. Isso não é verdade! Você precisa e vai precisar sempre se quiser continuar sendo livre e respeitada.

O movimento feminista surge para que haja o fim da desigualdade salarial entre homens e mulheres, igualdade de participação das mulheres no cenário político do país, questões de saúde, libertação dos padrões de beleza impostos pela sociedade, combate aos diversos tipos de assédio tal como o moral e o sexual, fim da violência contra a mulher, direitos relacionados à maternidade e amamentação, entre tantos outros.

O feminismo é do bem e para o bem das mulheres. É você poder sair de um relacionamento abusivo sem ser violentada, é você poder ter um curso superior, é você poder votar e ser votada. O direito que hoje é seu não veio por acaso e de uma hora para outra, ele é fruto de mulheres guerreiras que foram às ruas e batalharam para que você os tivesse, não aceitando serem tratadas como seres inferiores aos homens.

As feministas me representam e representam todas as mulheres que nos dias atuais podem ser e fazer o que quiserem. Todas nós deveríamos ser feministas e quando você perceber que essa afirmação é verdadeira, vai entender que nesse exato momento você nada mais é do que fruto das lutas feministas por uma sociedade mais justa e igualitária.

Guerreira, vá e lute pelos seus direitos! Eu já faço a minha parte, e você, vai deixar que o machismo te vença?

MICHELLE LEITE DE BARROS é advogada em Cuiabá.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet