Artigos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    O habeas corpus protocolado em favor do ex-presidente Lula começou juridicamente errado
/ DANOS À POPULAÇÃO

Tamanho do texto A- A+
06.07.2018 | 12h27
Cármen Lúcia proíbe que União bloqueie R$ 575 milhões das contas do RJ
O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro
Carlos Moura/STF
A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia
DO CONSULTOR JURÍDICO

Para evitar danos à população fluminense, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, proibiu, nesta sexta-feira (6/7), que a União execute contragarantias nas contas A e B do antigo Banco do Estado do Rio de Janeiro (Banerj) no valor de R$ 574,9 milhões. O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral do Estado do Rio.

As contas A e B foram criadas na época da privatização do Banerj como garantias para o pagamento de débitos previdenciários e trabalhistas dos funcionários do banco. Elas já tinham sido motivo de outra liminar, concedida pelo ministro Luiz Fux, em fevereiro e março deste ano, para impedir outro bloqueio anunciado pela União.

Agora, diante de nova ameaça no recesso do Judiciário, a PGE-RJ recorreu à Presidência do STF. De acordo com a Procuradoria, o bloqueio dos valores causaria prejuízos à população do Rio de Janeiro.

“Os danos são evidentes, não apenas pelas razões expostas no documento expedido pela Secretaria de Finanças do estado, impossibilitando o estado de honrar a sua folha salarial de junho de 2018 e de repasses obrigatórios aos municípios, sequer pertencentes ao estado, em plena execução do acordo de recuperação fiscal firmado com a União, mas, também, porque tal atitude da ré representa insubordinação à decisão proferida por vossa excelência [Luiz Fux] nestes autos”, alegou a PGE-RJ na petição ao STF.

Cármen Lúcia aceitou o requerimento da PGE-RJ e determinou que a União se abstenha de executar as obrigações de contragarantias nas contas do Banerj. Além disso, a ministra ordenou que o governo federal restitua os valores que eventualmente tiverem sido bloqueados. Com informações da Assessoria de Imprensa da PGE-RJ.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet