Artigos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    O habeas corpus protocolado em favor do ex-presidente Lula começou juridicamente errado
/ RENATO NERY

Tamanho do texto A- A+
20.06.2018 | 17h13
Casa de Cupim
A imprensa diariamente notícia novos casos de apropriação do espólio da viúva
RENATO NERY

A democracia participativa com a economia de mercado é o que há de melhor e mais eficiente em termos de regime político que já foi concebido. Ele foi adotado pela maior parte do mundo civilizado, onde se consegue melhor diminuir as imensas desigualdades sociais do mundo.

O Brasil, ao menos até as eleições passadas, ainda pendeu para esquerda do centralismo estatal com o controle sobre o mercado, as liberdades individuais e de imprensa. E deu no que deu. E ora, navega em sentido contrário. Entretanto, eu fico pensando o que dará certo no Brasil para viabilizar o nosso lugar entre os países do Primeiro Mundo?

Aqui os aproveitadores são capazes de desmoralizar e acabar com tudo que é sério e consequente. A saúde gerida pelo Poder Público era péssima. Resolveram entrega-la parcialmente, através de concessão, para e iniciativa privada com as chamadas de OSPs/OSS.

As obras inacabadas e abandonadas são o retrato de que tudo aqui tem o signo do desperdício

E por trás delas estão os políticos aumentando o cabide de empregos. E o problema da saúde ruim ficou pior e mais gravosa. O Sistema Penitenciário é o retrato do próprio caos, pois de dentro dos presídios vem o patrocínio da criminalidade. Isto é como jabuticaba só tem no Brasil.

A educação que era pública foi parcialmente desmontada e entregue, na sua maioria, à iniciativa privada. Melhorou! Eu acho que não, pois a maior parte da população só tem acesso à educação pública que continua de péssima qualidade. Na educação superior, a situação virou um completo mercantilismo.

Para cursar uma faculdade privada que já constitui a maioria, basta ter dinheiro para pagar as prestações ou optar pelo FIES. E os aproveitadores, ávidos por grana, não tiveram escrúpulos e aumentaram exageradamente o numero, notadamente, de faculdades de Direito e Medicina, com a conivência oficial, e estão abastardando o mercado com bacharéis despreparados que o Pais não precisa.

As administrações públicas não tem continuidade. As obras inacabadas e abandonadas são o retrato de que tudo aqui tem o signo do desperdício. As concorrências públicas tem o carimbo das cartas marcadas. Incentivos fiscais atendem a obscuras conveniências e pagamento regular dos impostos extorsivos é obrigação dos menos favorecidos. Em que pese todas as operações de combate à corrupção, com tanta gente punida e presa, mesmo assim, os aproveitadores não interromperam as suas atividades.

A imprensa diariamente notícia novos casos de apropriação do espólio da viúva e de canalhices públicas e privadas de toda ordem. Enfim, o Brasil é uma casa de cupim, onde tudo se encontra “bichado”.

Por todas estas e tantas outras bandalheiras que inviabilizam o País, eu indago: será que qualquer outro regime político que for implantando no Brasil terá capacidade de resolver os nossos problemas? Não será ele boicotado, desmoralizado e inviabilizado como tudo que se tenta edificar por aqui!

Fico com a sensação de que o Conde Gobineau não estava de todo equivocado, pois ele acreditava que o calor dos trópicos e a miscigenação não deixariam nenhuma civilização florescer abaixo da Linha do Equador. Don Pedro I, também, afirmou que isto aqui não tinha saída! Não esqueçam que eu sou um otimista!

RENATO GOMES NERY é advogado em Cuiabá.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet