Artigos
  • JUNIOR MACAGNAM
    Em mais de 30 anos de democracia, de que valeu o foro especial? Apenas para a corrupção
  • VICTOR MAIZMAN
    Pela iniciativa popular, podem ser criadas não somente leis, como também, revogá-las
  • CARLOS RAFAEL DE CARVALHO
    Medida deve ser avaliada com ressalvas porque pode beneficiar mais aos bancos do que aos consumidores

Tamanho do texto A- A+
09.05.2018 | 15h04
EIG Mercados
Delação premiada de sócios gerou nova fase da Bereré
DA REDAÇÃO

A 2ª fase da Operação Bereré, deflagrada nesta quarta-feira (09), teve como base as delações dos empresários José Henrique Gonçalves e José Ferreira Gonçalves Neto, sócios da EIG Mercados, empresa pivô no esquema operado no Detran-MT.

Segundo as investigações, parte dos valores repassados pelas financeiras à EIG Mercados por conta do contrato com o Detran retornava como propina a políticos, dinheiro esse que era “lavado” pela Santos Treinamento – parceira da EIG no contrato - e por servidores da Assembleia, parentes e amigos dos investigados.

A coluna apurou que a dupla foi várias vezes prestar depoimento ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), além de entregar evidências e provas substanciais das tratativas ilícitas.

Os sócios da Santos Treinamento, Antônio Costa e Roque Reinheimer, também tentaram fazer delação, mas o acordo não foi aceito em razão de os empresários da EIG terem sido mais rápidos e apresentado mais materialidade nas provas. 


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet