Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"

Tamanho do texto A- A+
04.05.2018 | 17h45
"Vagabundo"
Wilson Santos reitera desculpas e não recorrerá de decisão
DA REDAÇÃO
Wilson Santos 25-01-2018

O deputado Wilson Santos, que pediu desculpas por xingamento a sindicalista

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirmou que não vai recorrer da decisão que o condenou ao pagamento de R$ 6 mil ao presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde, Oscarlino Alves.

A ação foi movida pelo sindicalista, após uma discussão ocorrida em agosto de 2016, durante uma reunião realizada na Assembleia Legislativa. Naquela ocasião, durante um embate em torno do pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores públicos, Wilson chamou Oscarlino de “moleque” e “vagabundo”.

Em nota encaminhada à imprensa nesta sexta-feira (4), Wilson voltou a pedir desculpas ao sindicalista em razão do erro cometido.

“O deputado estadual Wilson Santos afirma que não irá recorrer da decisão, proferida pelo juiz João Alberto Menna Barreto Duarte, na qual ele foi condenado a pagar R$ 6 mil ao presidente do Sisma-MT, Oscarlino Alves. O parlamentar cita ainda, que pagará por esse erro e pede mais uma vez desculpas públicas ao servidor e líder sindical”, afirmou o tucano.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet