Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"

Tamanho do texto A- A+
16.04.2018 | 09h57
Delação no STF
Empresário Alan Malouf entregou recibo de pagamento a secretário
DA REDAÇÃO
Alan Malouf 260916

O empresário Alan Malouf, que aguarda delação premiada

O empresário Alan Malouf, condenado a 11 anos de prisão no esquema de corrupção na Seduc desbaratado pela Operação Rêmora, no início do atual Governo, aguarda o posicionamento do STF sobre a homologação, ou não, de sua delação premiada.

Seu alvo principal é o governador Pedro Taques (PSDB), a quem afirma ter agido como arrecadador de dinheiro e espécie de tesoureiro durante sua campanha.

Segundo fonte da coluna, entre os documentos juntados por Alan, e entregues ao MPF, estaria um recibo de pagamento de "complemento salarial" a um secretário de Estado.

O tal complemento teria sido pago a vários secretários, que quando foram convidados para os cargos alegaram que não poderiam assumir em função dos baixos salários. Como saída, teria sido usada a compensação.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet