Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Os herdeiros devem saber que não receberão de forma gratuita os bens deixados por quem partiu dessa para melhor
  • XÊNIA ARTMANN GUERRA
    “Evoluímos” para a repulsiva situação de uma advogada ser presa e algemada dentro de um fórum no exercício da profissão
  • JEAN CARVALHO
    Atribuo, sob a minha ótica, a responsabilidade da dificuldade passada pelo Poder Judiciário ao próprio Judiciário
/ EVENTO BENEFICENTE

Tamanho do texto A- A+
09.11.2017 | 08h19
Workshop na OAB-MT discute como resolver conflitos familiares
Encontro foi promovido pela empresa Solucione Conflitos, com o apoio da ESA-MT, na OAB-MT
MidiaNews
A juíza Ângela Gimenez, uma das palestrantes do evento
DA REDAÇÃO

O Workshop beneficente “Solução de Conflitos e o Direito de Família – casos práticos” reuniu, na noite desta quarta-feira (8/11), advogados, mediadores e estudantes de Direito no auditório da Escola Superior da Advocacia (ESA), na OAB de Mato Grosso. O evento beneficente foi promovido pela empresa Solucione Conflitos, com o apoio da ESA-MT, na OAB-MT.

Um time de especialistas discutiu conflitos nas relações familiares, mediação familiar, mudanças no novo Código de Processo Civil, advocacia no Direito de Família, divórcios consensuais e constelação familiar. A mediadora judicial Silvia Melhorança, instrutora de mediação pelo Conselho Nacional de Justiça, tratou do tema “Mediação familiar”. Ela abordou o papel do mediador nas separações de casais e a importância da retomada do diálogo – principalmente com foco nos filhos. E, ainda, algumas das técnicas de mediação para resolver conflitos, especialmente em casos de divórcio. 

A advogada e professora universitária Clarissa Bottega discutiu a atuação da “Advocacia no Direito da Família”. Segundo ela, é fundamental o papel do advogado que atende famílias para não potencializar ainda mais os conflitos. A advogada também apontou que a forma de cobrança de honorários, em casos de acordos, pode ser exatamente a mesma da tradicional.  

O advogado Anselmo Falcão, mediador e coach sistêmico, abordou o “Direito Sistêmico nos Conflitos Familiares”. Ele conceituou o direito sistêmico como a ciência de relacionamentos e explicou os fundamentos dessa forma de solução de conflitos. O advogado apresentou os resultados já obtidos no Judiciário da Bahia, em que há 100% de acordos. Também mencionou que o Judiciário de Mato Grosso já tem varas que atuam na área.

A juíza da 1ª Vara Especial de Família e Sucessões de Cuiabá, Ângela Gimenez, presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família de Mato Grosso (IBDFAM/MT), debateu “O Novo Olhar do Judiciário Sobre as Relações Familiares”. Para a juíza, as novas formas de resolver conflitos são inovadoras. Ela também falou sobre guarda compartilhada e alienação parental.

Os alimentos arrecadados, nas inscrições do evento, serão entregues para uma instituição escolhida pela ESA-MT nas próximas semanas.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet