Artigos
  • THAYSON HENRIQUE MOTA
    Tribunais inferiores continuavam a proferir decisões pela formação de grupo econômico sustentando o poder de comando em face da mera identidade de sócios
  • RODRIGO CARVALHO
    Não cabe a nenhum órgão de controle interno ou externo e ao Judiciário criar limites à função do procurador
  • RENATO NERY
    Quanta gente não se embriagou com milionários cargos públicos supridos pela desenfreada corrupção?
  • VICTOR MAIZMAN
    A Constituição impõe que no tocante ao ICMS, quanto mais essencial for o produto ou serviço, menor deve ser a alíquota

Tamanho do texto A- A+
19.04.2017 | 17h12
“Marido ciumento”
Testemunha dá resposta inusitada em audiência
DA REDAÇÃO
Forum de Cuiabá

Servidora foi ouvida em audiência realizada no Fórum de Cuiabá

Uma servidora pública estadual deu uma resposta bastante “inusitada” ao ser ouvida como testemunha da ação penal derivada da Operação Sodoma 4, realizada na última terça-feira (18).

Questionada pela defesa do procurador aposentado do Estado Francisco Lima Filho, o “Chico Lima”, se ela conhecia o réu e outros secretários envolvidos na ação, a servidora disse que apenas os cumprimentava.

“Meu marido é mega ciumento, por isso nunca fui a nenhuma festa de confraternização do trabalho. Só dava ‘bom dia’ e ‘boa tarde’ para os secretários. Nunca dei intimidade", respondeu ela, arrancando risos dos presentes na sala.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Outubro de 2017
16.10.17 15h58 » Efeito “subida”
16.10.17 11h54 » Equívoco
16.10.17 11h50 » Contrato suspeito
14.10.17 11h36 » Grampos no STJ
14.10.17 11h33 » Decisão do STJ
14.10.17 09h37 » Cartas Marcadas
13.10.17 18h02 » Acusada de tortura
13.10.17 18h01 » Grampos e patente
11.10.17 11h34 » Grampos S/A
10.10.17 18h07 » “Vingança”



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet