Artigos
  • CARLA RACHEL FONSECA
    Paternidade socioafetiva é reconhecimento jurídico da paternidade com base no afeto
  • VICTOR MAIZMAN
    Brasil tem a possibilidade de participar dos diferentes órgãos da OCDE
/ POLÊMICA; VEJA O VÍDEO

Tamanho do texto A- A+
30.07.2020 | 15h24
“Faz essa carinha de filha da puta”, diz desembargador em sessão virtual
A Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB-SC) oficiou José Eernesto Manzi a se pronunciar sobre o ataque contra uma advogada
Reprodução
THAÍS PARANHOS
DO PORTAL DE NOTÍCIAS METRÓPOLES

A Ordem dos Advogados do Brasil em Santa Catarina (OAB-SC) pediu ao desembargador José Eernesto Manzi que se explique sobre ofensa a uma advogada durante sessão virtual da 3ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região, nessa quarta-feira (29/7).

Após a sustentação oral da advogada Roberta Martins Marinho Vianna Neves, o desembargador diz: “isso, faz essa carinha de filha da puta que você já vai…” e levou a mão à boca ao perceber que estava com o áudio ligado.

No momento, quem estava com a palavra era a desembargadora relatora do caso, Quezia Gonzales, que chegou a interromper a fala ao ouvir o colega.

Após o episódio, a OAB de Santa Catarina, junto com o Instituto dos Advogados de Santa Catarina (IASC) e a Associação Catarinense dos Advogados Trabalhistas (ACAT/SC), emitiu uma nota de repúdio pela conduta do desembargador.

“As instituições que em conjunto firmam a presente nota repudiam esta conduta, por atentar contra a atuação da advocacia e violar suas prerrogativas, expondo a classe e a magistratura ao vexame público”, afirma a OAB em nota.

A reportagem entrou em contato com o TRT da 12ª Região, mas não obteve retorno até o momento. O espaço continua aberto.

Veja o vídeo abaixo:


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet