Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Em tempos de “lives” e da mudança de hábito, me surpreendi positivamente com atitude da cantora
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Em 2013, publiquei o meu primeiro artigo sobre a controvérsia do FEX
/ BOLSONARO X MORO

Tamanho do texto A- A+
19.05.2020 | 10h34
Celso de Mello decidirá sobre divulgação de reunião ministerial até sexta
Segundo Moro, Bolsonaro o pressionou para trocar indevidamente o comando da PF
Sérgio Lima/Poder360
O ministro Celso de Mello, do STF
DO CONSULTOR JURÍDICO

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, deve liberar decisão sobre a divulgação ou não da reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro até a próxima sexta-feira (22/5) — embora o gabinete esteja mobilizado para uma decisão antecipada.

O decano é relator do Inquérito 4.831, que investiga as acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, ao pedir demissão da pasta.

Segundo Moro, na reunião de 22 de abril, Bolsonaro o pressionou para trocar indevidamente o comando da Polícia Federal.

Celso de Mello recebeu na tarde desta segunda-feira (18/5) a equipe da Polícia Federal, chefiada pela delegada Christiane Correa Machado, que atualizou o decano sobre o andamento das investigações criminais e entregou o vídeo, conforme nota da assessoria do STF. O ministro já começou a assistir ao vídeo. 

O decano definiu inicialmente que o inquérito tramitaria com ampla publicidade, mas depois impôs sigilo temporário no caso específico da reunião. A gravação da reunião foi enviada à corte e transcrita. Agora, aguarda-se manifestação do ministro sobre o alcance da publicidade que será dada à reunião.

Inq  4.831


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet