Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Papa Francisco realizou tal ato religioso na solidão e imensidão da pomposa Praça de São Pedro
  • HENRIQUE LIMA
    Isenção de Imposto de Renda para servidores públicos aposentados
/ ACUSOU DE TRAMAR ATENTADO

Tamanho do texto A- A+
14.02.2020 | 16h18
Prefeito de MT é condenado a indenizar antecessor em R$ 30 mil
Valdir Castro Filho foi baleado em 2015, quando era vice, e acusou Valdir Ribeiro pelo crime
Reprodução
O ex-prefeito Valdir Ribeiro e o seu ex-vice e atual prefeito Valdir Castro
THAIZA ASSUNÇÃO
DA REDAÇÃO

O atual prefeito de Santo Antônio do Leverger, Valdir Castro Filho e o empresário João Bosco Carvalho foram condenados a pagar R$ 30 mil, por danos morais, ao ex-prefeito da cidade, Valdir Ribeiro, por tê-lo acusado de tentativa de homicídio, em 2015.

Na época, Valdir Castro, conhecido como "Valdirzinho", era vice de Ribeiro. 

A decisão, publicada nesta sexta-feira (14),  é da juíza Olinda de Quadros Altomare Castrillon, da Décima Primeira Vara Cível de Cuiabá. 

Consta na ação que em fevereiro de 2015, Valdirzinho foi atingido por um tiro de raspão no antebraço durante uma tentativa de assalto no estacionamento da Câmara Municipal de Cuiabá.

Ainda segundo a ação, no mesmo dia, Valdirzinho e o empresário, que é seu irmão, foram à imprensa e declararam que a tentativa de assalto era na verdade um atentado armado por Ribeiro em razão de desavenças políticas.

Em sua decisão, a juíza afirmou que as provas colhidas durante o processo demonstram à “ofensa à honra” do ex-prefeito, uma vez que Valdirzinho e o empresário lhe imputaram a prática de ato criminoso e ainda prestaram declarações à imprensa, a fim de denegrir a sua imagem publicamente.

“Com fulcro no artigo 487, inciso I, do Novo Código de Processo Civil, julgo procedente o pedido inicial formulado na Ação de Obrigação de não fazer c/c indenização por danos morais com pedido de liminar ajuizada por Valdir Ribeiro em face João Bosco Carvalho de Castro e Valdir Pereira de Castro Filho para condenar a parte requerida ao pagamento de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) a serem corrigidos monetariamente pelo INPC a partir da data desta sentença, acrescido de juros de 1% ao mês a partir do evento danoso (Súmula 54/STJ)”, decidiu a magistrada.

Leia mais: 

Acusado de mandar matar vice, prefeito diz que vai à Justiça 

Empresário acusa prefeito de "armar" atentado contra vice

Vice-prefeito é baleado próximo à Câmara de Cuiabá


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2020 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet