Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    MT está entre os estados que cobram os valores mínimos mais elevados do país
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    A liberdade, pura e genuína, é impossível, pois sofre limitações por parte do Estado
/ EXPERIÊNCIAS FRACASSADAS

Tamanho do texto A- A+
26.11.2019 | 17h10
"O AI-5 é incompatível com a democracia", defende Toffoli
Presidente do Supremo Tribunal Federal reagiu às declarações de Paulo Guedes
Carlos Moura/SCO/STF
GABRIELA COELHO
DO CONSULTOR JURÍDICO

"O AI-5 é incompatível com a democracia. Não se constrói o futuro com experiências fracassadas do passado." A declaração é do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, durante Encontro Nacional do Poder Judiciário em Maceió, nesta terça-feira (26).

Toffoli reagiu às declarações de Paulo Guedes. Em conversa com jornalistas nos Estados Unidos, o ministro da Economia fez alusão a um discurso do ex-presidente Lula, no último dia 9, para que a população seguisse o exemplo do Chile e da Bolívia, de "lutar e resistir", e para que as pessoas não se assustem se "alguém pedir o AI-5".

Mais cedo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no seminário "Política, democracia e Justiça", realizado nesta terça-feira (26/11), pela ConJur, afirmou que o AI-5 não pode virar um "bom dia".

"O uso leviano e equivocado das narrativas autoritárias gera instabilidade e insegurança. Por isso, é necessário encontrar instrumentos de fortalecimento das instituições, e, para isso, o parlamento tem papel decisivo", disse.

Representação

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) protocolou nesta tarde representação junto à Comissão de Ética Pública da Presidência da República para que "adote as providências legais com vistas à apuração" das declarações do ministro Paulo Guedes, sobre o "possível AI-5".


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2019 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet