Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Seja certa ou errada a decisão tomada, doravante o árbitro não decide mais sozinho
  • FÁBIO DE OLIVEIRA
    O Brasil vive um momento semelhante ao vivido pela Argentina quando escolheu Macri
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    Esperar pela receita de como viver melhor é sentimento utópico
/ MICHELLE LEITE DE BARROS

Tamanho do texto A- A+
05.09.2019 | 09h54
Você não é obrigada
Romantizar uma atrocidade como o estupro é agir com falta de empatia com mulheres
MICHELLE LEITE DE BARROS

Algumas pessoas costumam reproduzir muitos discursos machistas no cotidiano, mas quando isso é reverberado em rede nacional, a história fica bem mais preocupante. Foi o que aconteceu nesse domingo, dia 01 de setembro, no “Programa Silvio Santos”, em que a apresentadora Patrícia Abravanel disse a seguinte frase: “Mulher não pode negar fogo para o marido, senão ele vai procurar em outro lugar, tá na Bíblia”.

Como é? Sexo sem consentimento? Sem querer fazer? Sexo para agradar homem? Romantizando estupro? É isso mesmo?

Quando uma pessoa diz isso, ela está querendo dizer que você mulher é obrigada a fazer sexo com o seu parceiro, querendo ou não. Ela diz nesse discurso totalmente machista que a mulher que não quer ser traída, deve aceitar de qualquer forma que seu marido mantenha relações com ela. Além de endossar o estupro indiretamente, endossa também a ameaça, a chantagem e o abuso.

Romantizar uma atrocidade dessas é agir com tamanha falta de empatia com mulheres que vivem relacionamentos abusivos dentro de seus lares e agem como se devessem ser inteiramente submissas a seus companheiros. Esse tipo de citação só faz com que mais mulheres aceitem ser violentadas e ameaçadas pelos parceiros.

Se uma das partes apresentar qualquer sinal de que não quer ter aquela relação e mesmo assim for forçada seja física ou psicologicamente, é crime

Senhora Patrícia, eu posso não entender sobre a Bíblia tanto quanto a senhora, mas eu tenho a plena convicção de que sexo sem o consentimento de ambas as partes é ESTUPRO. Eu entendo que sexo sob ameaça é ESTUPRO e eu também sei que sexo sob chantagem emocional é ESTUPRO. Ou seja, senhora Patrícia, para não ser estupro é preciso que ambas as partes queiram totalmente manter aquela conjunção carnal. Se uma das partes apresentar qualquer sinal de que não quer ter aquela relação e mesmo assim for forçada seja física ou psicologicamente, é crime.

Mulheres, sejam vocês cristãs ou não, saibam que NÃO É NÃO! A partir do momento que você diz que não quer, ninguém deve encostar no seu corpo. O corpo é seu e vem de você o livre consentimento. Não aceitem qualquer tipo de chantagem emocional ou ameaça de que irá te deixar se não manter relações sexuais com ele. Pelo contrário, nesse momento saiba que seu parceiro acaba de se portar como um agressor da pior espécie e eu desejo que você tenha forças para não mais estar com ele.

Tentem não mais dar voz a esses tipos de discursos de pessoas que querem usar das fraquezas de outras para defenderem seus posicionamentos preconceituosos e legalmente inaceitáveis. O que vale é a sua vida e a sua integridade. E mais uma vez: Não é não, seja dentro ou fora de casa.

MICHELLE LEITE DE BARROS é advogada.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:



Copyright © 2019 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet